Anúncios
News Ticker

Grand Prix Film Brasil | Leica | F/Nazca S&S | Stink

VALEU A ALMA

“Toda Leica tem alma.” Reencarna. Seja no preto e branco. Seja em powers colors. Cliente “poderoso” também é assim nos festivais internacionais de publicidade na hora da foto com o troféu em mãos. Em 2013, a F/Nazca Saatchi & Saatchi ganhou com um filme de Leica 5 Leões no Cannes Lions, um deles de Ouro na área de Craft, com produção da Sentimental.

Mas em 2015, ora, ora, quem diria, quem sonharia, quem imaginaria? Um exímio alfaiate inglês? Um meticuloso sapateiro alemão? Um talentoso chef de cozinha francês? Eu diria, juro, porém, nem por adivinhação, nem por especialização, somente por amor à arte. Conhecemos, entretanto – obviamente – excelentes e criteriosos profissionais que diriam, sim, que este ano, com produção da Stink, e novamente criação da F/Nazca Saatchi & Saatchi, a alma de Leica reencarnaria no Palais de Festivals para dar ao Brasil o que ele nunca havia conquistado em 62 de história do Festival de Cannes, do qual já participaram tantos “brilhantes” da propaganda brasileira: um Grand Prix em Film. E ainda se somam a este GP 2 Leões de Ouro e 3 Leões de Prata na área de Craft.

Um leigo lê a notícia e pergunta: “Esta agência que faz aqueles comerciais divertidos de Skol, que fazem a gente rir muito no Brasil, com piadas que gringos não entendem, também consegue fazer comercial assim tão bom pra alemão, inglês, americano verem e gostarem? Nossa, nunca pensei… Achei que esses caras só entendiam de cerveja e churrasco. Estilo chinelão com facão na mão. Hahaha….”

Um publicitário, posando de despeitado para alfinetar o ego da concorrência, retruca: “Ah mas o Festival de Cannes de hoje em dia não tem nada a ver com o Festival de Cannes dos meus tempos. [Tempos em que o cara ganhava prêmio, entende?] Qualquer um ganha um Grand Prix atualmente. É só querer. A gente não ganha porque não está mais a fim de ganhar”.

E o leitor me pergunta, curioso: “Caramba, um Grand Prix nesse Cannes Lions deve ser um prêmio muito, muito importante, numa área que, como vocês disseram no início da cobertura patrocinada pela Rede Globo de Televisão, recebeu 3.070 inscrições, enviadas por países do mundo todo. Os diretores de criação dessa F/Nazca devem estar babando. O que eles estão dizendo sobre a conquista desse prêmio?”

Hoje é sábado. A gente não tem o telefone da casa deles. Nem pra se convidar prum churrasquinho. 🙂 Nem eles podem falar sobre o assunto, oficialmente, antes da entrega do troféu aqui em Cannes, na festa de encerramento. Aliás, eu também não posso. Estou descumprindo uma regra imposta pela organização do festival à imprensa. C’est la vie. Talvez por causa disso, eu tenha de reencarnar como repórter em outras praias, nesta mesma época, no próximo ano, mas, é pela Leica, inspiradora de tantas paixões, também entre jornalistas. É pelo primeiro Grand Prix de Film do Brasil no Cannes Lions. E, como diria aquele nosso amigo antiquado e sempre irônico na medida certa, tudo vale a pena se… Valeu a pena.

Parabéns, propaganda brasileira! Parabéns, F/Nazca Saatchi & Saatchi!

Ficha técnica

Título: “100”
Cliente: Leica
Produto: Leica Gallery São Paulo
Diretor geral de criação: Fábio Fernandes e Eduardo Lima
Head of art: João Line
Criação: Bruno Oppido, Romero Cavalcanti, Thiago Carvalho e João Linneu
RTVC: Victor Allis
Atendimento: Marcello Penna e Melanie Ametek
Planejamento: José Porto e Guilherme Pasculli
Mídia: Fábio Freitas e Gabriela Guedes
Direção: Jones+Tino
Fotografia: Bjorn Charpentier
Produtora: Stink
Montagem: Jones+Tino e Danilo Abraham
Pós-produção: Casablanca Effects
Produtora de som: Satélite Áudio
Trilha: Satélite Áudio
Maestro: Equipe Satélite
Locução: Nick Brimble
Produtor executivo: Cecília Salguero e Maria Z
Aprovação pelo cliente: Luiz Marinho e Anna Silveira

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: