Sala 5.1 da Tesis para mixagem surround disponibiliza excelência em padrão de qualidade sonora

Com o aumento da demanda de produções nacionais para cinema e plataformas de streaming, que exigem requisitos técnicos específicos para se adequar aos mais altos padrões de qualidade sonora, a Tesis passa a contar com uma Sala 5.1 dentro de sua estrutura de estúdios. Com calibragem e equipamentos que segue diretrizes internacionais para mixagem surround, a novidade permite a produção de áudio para curtas e longas-metragens, documentários, séries, webséries, publicidade e projetos dentro das especificidades solicitadas pelos principais players globais do segmento.

O espaço foi construído com proporções que replicam as condições de acústica e potência das salas de cinema, fazendo com que a experiência seja idêntica à do espectador ao assistir a um filme na telona – podendo, assim, garantir as condições sonoras ideais da produção.

“Com a Sala 5.1, poderemos realizar projetos adequados às mais complexas especificações técnicas solicitadas por empresas como Netflix, Amazon Prime, canais por assinatura e produtoras de cinema, testando a qualidade da experiência desde o início, sem simulações aproximadas. O espaço, inclusive, poderá ser utilizado por outros parceiros que precisem fazer mixagens 5.1 ou 7.1, já que trata-se de uma estrutura rara e que seu acesso será benéfico ao mercado como um todo”, destaca Erica De Seta, produtora-executiva da Tesis.

Entre os trabalhos que já contam com a estrutura da Sala 5.1 estão projetos experimentais de produtoras de filme para plataformas de streaming e trailers produzidos para a Vitrine Filmes, além da trilha sonora de “Urubus”, primeiro longa de Claudio Borrelli, que deve chegar às telas ainda em 2020.

Fonte: Gislaine Oliveira – Tulom | (GC)

Follow About Magazine on WordPress.com

Donation

Media support

For the good journalism

R$5,00

Sobre gcentenaro (698 artigos)
About Magazine's Publisher
%d blogueiros gostam disto: