Anúncios
News Ticker

“Na minha casa ou na sua?” A ABA sugere na casa do Google!

Lançado no último dia 25 de abril, na sede do Google, em São Paulo, durante o Branding@ABA, o Guia ABA de Boas Práticas do Relacionamento entre Agências de Publicidade e Clientes tem tom de piada pronta, embora o objetivo seja sugerir diretrizes, segundo informa a entidade em comunicado à imprensa, para que “agências e clientes desenvolvam um relacionamento saudável, ético e transparente”.

É fato que, nos dias de hoje, com a avalanche de informações que transitam por todos os meios, parte delas tendo de ser absorvidas rapidamente por profissionais que atuam em áreas de comunicação e marketing, quanto mais objetividade, melhor. Todavia, é preciso cuidar para que movidos pela objetividade não acabemos naufragando na infantilidade, isto é, gastando tempo, dinheiro e suportes sem sair da obviedade e sem atentar para o nível do padrão de conhecimento do público ao qual nos dirigimos.

As práticas sugeridas no guia recém-lançado que pode ser acessado por este link estão alinhadas, de acordo com a diretoria da ABA, às proposições da WFA – World Federation of Advertisers, tem parceria pro bono com a Q&A Associados, mais o apoio da Abap – Associação Brasileiras das Agências de Publicidade e da Fenapro – Federação Nacional das Agências de Propaganda, entretanto, é de causar espanto que a reunião de tantas lideranças experientes para elaborar este projeto, relevante em propósito para o setor, tenha culminado neste resultado simplório exposto em 30 páginas de texto, o qual compreende um “beaba” motivador do seguinte questionamento: “quem não sabia disso ainda?”.

A existência de um documento como este é importante, claro, principalmente para “novatos” em suas primeiras incursões pelo universo do marketing e da propaganda, mas qual o intuito de apresentar esse conteúdo na atualidade como fruto de um trabalho recém-realizado pelas entidades citadas, com estabelecimento de novas velhas “regras do jogo” sem qualquer link com o momento trágico vivido pelo setor neste momento? Um momento extremamente delicado da economia brasileira, com paralização de investimentos e situações financeiras constrangedoras tanto em veículos de comunicação em geral como em pequenas, médias e grandes agências, culminando com demissões e cortes de verbas bruscos, incluídas dentre essas empresas afetadas pela negatividade do setor aquelas cujas ofertas de serviços vão muito além da chamada “mídia tradicional”.

Talvez o Guia ABA de Boas Práticas do Relacionamento entre Agências de Publicidade e Clientes seja um presente promocional de Dia das Mães, realmente dirigido às mães de profissionais recém-formados em faculdades do País e ingressantes no mercado de trabalho de publicidade, comunicação e marketing. Lendo o guia, saberão as mães desses jovens que não há o que temer sobre o futuro dos seus filhos, mesmo que o presidente Jair Bolsonaro continue vetando comerciais e anúncios pelo Brasil sob a afirmação “não é minha linha”; mesmo que a Rede Globo não queira mais pagar um tostão de Bonificação por Volume para agência alguma deste país, dado o fato de que a economia orçamentária é grande e o retorno deixou de gerar investimento em “conhecimento e pesquisas pelo setor”; mesmo que essa seja a primeira de muitas linhas minhas nas quais eu também demonstre verve para piadas sem graça. Aliás, o título deste texto reproduz o subtítulo anunciando no item 23.4 do Guia da Aba, página 24. Boa leitura!

Anúncios
Sobre gcentenaro (413 artigos)
About Magazine's Publisher
%d blogueiros gostam disto: