Anúncios
News Ticker

Grey é a nova agência dos Doutores da Alegria

A Grey e os Doutores da Alegria acabaram de assinar uma nova parceria, que terá como meta comemorar os 25 anos da organização, a serem completados em setembro deste ano. O trabalho consistirá em uma série de ações institucionais e de captação de recursos.

Antes de celebrar o acordo, a agência passou por uma auditoria inusitada, a “Certificação RISO 9000”, na qual uma dupla de palhaços atesta a qualidade das veias cômicas dos funcionários. O certificado foi apresentado na palestra do fundador da ONG, Wellington Nogueira, que, falando para todos os colaboradores da Grey sobre a história e o trabalho desenvolvido nos 25 anos de Doutores da Alegria, forneceu os primeiros inputs para o briefing do trabalho a ser realizado.

Luis Vieira da Rocha, diretor presidente da associação, vê na parceria uma boa oportunidade para apresentar a amplitude e o alcance dos projetos: “Chegamos a um marco importante na história dos Doutores da Alegria, os nossos 25 anos. Sentimos a necessidade de compartilhar os resultados e a nossa história com a sociedade, que vem nos apoiando desde o início. Nesse sentido, a parceria da Grey será de extrema valia, já que a agência tem grande expertise, experiência e vontade para contribuir com a causa”.

Segundo Marcia Esteves, COO da Grey, é um orgulho atender à ONG. “Esse trabalho está em sintonia com um dos valores mais importantes da agência, que é cuidar das pessoas e cada vez mais engajá-las em temas ligados a ações sociais e humanitárias.”

Sobre os Doutores da Alegria (www.doutoresdaalegria.org.br/colabore)

Fundada por Wellington Nogueira em 1991, a ONG foi inspirada no trabalho da Clown Care Unit, criada por Michael Christensen – diretor do Big Apple Circus de Nova York, cuja trupe de palhaços Wellington integrou em 1988 satirizando as rotinas médicas e hospitalares.

De volta ao Brasil, ele decidiu implantar um programa semelhante. Até hoje, os Doutores da Alegria realizaram mais de um milhão de visitas a crianças hospitalizadas, seus acompanhantes e profissionais de saúde, com um trabalho cuja base é o resgate do lado saudável da vida e que sempre se utiliza da arte para potencializar as relações humanas.

A Escola dos Doutores da Alegria se vale de princípios do palhaço – o jogo, o olhar, a escuta, o aprendizado mútuo – para atuar na formação de públicos diversos em todo o território nacional, desde voluntários de grupos semelhantes a profissionais que queiram exercitar a criatividade.

Entre as iniciativas da Escola destaca-se o Programa de Formação de Palhaço para Jovens, que permite que jovens de 17 a 23 anos, oriundos de comunidades populares, iniciem uma carreira artística voltada para a linguagem do palhaço. A organização desenvolve ainda programas que ampliam o acesso à cultura.

O trabalho da ONG, gratuito para os hospitais, é mantido por recursos financeiros obtidos através de patrocínios, doações de empresas e pessoas e por meio de atividades que geram recursos, como palestras e parcerias com empresas.

A organização não governamental já angariou diversos prêmios, entre eles o Programa de Formação de Palhaço, via Fundo de Investimento do Itaú Social; o Prêmio Cultura e Saúde, dos ministérios da Cultura e da Saúde; Prêmio APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte), categoria Direção Musical de Teatro Infantil, pelo espetáculo “Senhor Dodói”; Prêmio FEMSA por “Senhor Dodói”; Menção Honrosa do Prêmio USP de Direitos Humanos; Stockholm Partnerships Award; e Prêmio Criança, da Fundação Abrinq, entre outros.

Na foto de capa estão Sergio Prandini, CEO da Grey; Marcia Esteves, COO da Grey; Wellington Nogueira, fundador do Doutores da Alegria; e Rodrigo Jatene, CCO da Grey.

 

Fonte: Gê Rocha, Otavio Almeida e Tércio Silveira – Comunicação Corporativa Grupo NewComm | (GC)

Anúncios
Sobre gcentenaro (278 artigos)
About Magazine's Publisher
%d blogueiros gostam disto: